Poupe com tudo, menos com informação.

        Lidando com os maiores Bureaux de Crédito do país desde o início da minha carreira, aprendi duas grandes lições:

  1. Eu os odeio.
  2. Eu não saberia viver sem eles.

        Os odeio porque além de abusarem dos preços por anos aproveitando-se de um oligopólio, jamais pensaram em se estruturar como bons prestadores de serviços com foco nas necessidades e particularidades de seus clientes. Benefícios da escassa concorrência.

        E eu não saberia viver sem eles porque informação é a base fundamental da concessão de crédito.

        Sempre encontro empresários do setor optando por esse ou aquele Bureau justificando-se pela redução de seus custos. Atitude louvável se a base de dados fosse uma só para todos os Bureaux, o que não é verdade.

        Cada qual possui fontes variadas e distintas de coleta de informações e, principalmente, critérios distintos de tratar tais informações, o que os tornam complementares, não excludentes.

        Por outro lado, conhecendo-os como os conhecemos, sabemos que se deixarmos os “clicks soltos”, a suas faturas no final do mês se tornam “impagáveis”, literalmente.

        A solução, portanto, não é assinar somente um ou outro bureau e sim utilizarmos todos de maneira racional, compreendendo o que cada um de seus produtos pode nos agregar e em quais situações.

        Por exemplo; você não vai utilizar um Relato+ para analisar um chequinho emitido por pessoa jurídica no valor de R$ 400,00, correto?

        No outro extremo, ao receber um novo cliente que fature milhões mensais, talvez um único relato+ não seja suficiente para uma base consistente de decisão.

        O mesmo vale para as ferramentas bigdata, centrais de risco e ferramentas localizadoras.

        Temos que ter tudo, ou pelo menos uma alternativa para cada serviço.

        Nossa matéria-prima é a informação e “contar migalhas” nesse setor pode sair muito mais caro.

        Decisões de crédito equivocadas geralmente acontecem pela escassez de informações, nunca pelo excesso.

        Pense nisso.

Rogério Castelo Branco

Rogério Castelo Branco

28 anos de carreira em gestão de recebíveis.

Caso tenha gostado do artigo, compartilhe com sua rede de contatos:

Ajuda com a gestão da sua Securitizadora, Factoring, FIDC ou ESC?

Conheça nossa consultoria, treinamentos e mentoria. São 28 anos de experiência.