Diga-me quem te lidera e te direi quem és!

          Duas características que sempre marcaram negativamente o setor de fomento comercial são:

  1. O preconceito generalizado por parte do grande público,
  2. Nossa histórica e inexpressiva representatividade institucional.

          Na minha humilde opinião, a primeira é consequência da segunda.

          Não quero polemizar, portanto não vou aqui “apontar dedos ao nariz de ninguém”. Quem me conhece sabe muito bem o que eu penso.

          Mais produtivo ao leitor é conhecer as experiências positivas de uma história que começou a ser escrita em meados de 2012, através de uma instituição liderada por um empreendedor que hoje serve de inspiração para muitos dos nossos colegas, pois de fato fez renascer institucionalmente um setor carente de boas lideranças há mais de 25 anos. Não que elas não existissem, mas eram impossibilitadas de contribuir.

          Dentre seus feitos, o líder em questão conseguiu dobrar o número de associados voluntários à entidade, em tempos em que a obrigatoriedade sindical foi abolida, congregando empresas de todos os cantos do País, de maneira (repito) voluntária.

          Constituiu o DREAMTEAM de diretores e colaboradores nesta entidade, reunindo de jovens profissionais atuantes em áreas tecnológicas avançadas a profissionais com décadas de experiência na aquisição de recebíveis e gestores e auxiliares de capacidade irrefutável.

          Submeteu a instituição a um processo de profissionalização nunca visto antes, inclusive com a implantação de certificações de qualidade reconhecidas e insistentemente renovadas.

          Estabeleceu consultorias remotas e presenciais para todos os associados, com os profissionais mais renomados do setor, em expertises que vão de temas jurídicos a contábeis, além das rotinas operacionais.

          Implantou o maior e mais diversificado acervo de treinamentos especializados do setor, permitindo a capacitação e aperfeiçoamento de todos os profissionais, empreendedores ou colaboradores das empresas associadas.

          Criou o gabinete da crise na pandemia de COVID-19, reunindo empresários de todos os cantos do país para compartilhar soluções de maneira colegiada, utilizando de ferramentas de interação em tempo real, como o WhatsApp.

          Deu voz ao pequeno, médio e grande empreendedores de nossa classe junto às autoridades públicas, obtendo vitórias não só para esta, mas para as futuras gerações do setor, tais como a duplicata escritural com a proibição da vedação ao endosso de títulos e a regulamentação da Empresa Simples de Crédito, conquistas jamais imaginadas antes.

          Criou convênios operacionais para os associados com os mais variados prestadores de serviços (de software-houses a instituições financeiras), viabilizando custos operacionais, (principalmente aos nossos pequenos empreendedores) antes impensáveis individualmente.

          Não bastassem tais feitos, ainda encontrou tempo para criar a Associação mais representativa do nosso setor, congregando empresas de fomento, securitizadoras e empresas simples de crédito de todo o Brasil, sejam elas pequenas, médias ou grandes.

          Agora em novembro promoveu o que considero ter sido um dos maiores eventos em muitos anos, onde conseguiu reunir grandes palestrantes em seus setores de conhecimento, transmitindo suas experiências e perspectivas aos associados, além de promover um fórum com as empreendedoras mais renomadas do fomento comercial, numa iniciativa de diversidade jamais presenciada antes. Não pude comparecer, mas assisti pelo Youtube posteriormente. Foi enriquecedor!

          Todas estas realizações não seriam possíveis sem que um grande líder tivesse em sua “anatomia”, quatro grandes características:

  1. Humildade para congregar os mais diversos profissionais do setor, aprendendo com todos e disseminando conhecimento.
  2. Capacidade de trabalho abnegado.
  3. Sensibilidade para “as dores” da classe. Só sabe quem opera.
  4. Coragem para trilhar o próprio caminho.

          Em meus vinte e seis anos no fomento comercial, finalmente sinto-me representado por um líder que dá a cara a tapa, briga por nossos interesses e mesmo com seu jeito meio “tiozão”, (de onde vem seu carisma), faz o que pode para melhorar nosso ambiente de negócios, de maneira incansável e determinada.

          Valeu, Sr. Hamilton.

          Muito orgulho em testemunhar seu legado.

          Parabéns!!!

Rogério Castelo Branco

Rogério Castelo Branco

28 anos de carreira em gestão de recebíveis.

Caso tenha gostado do artigo, compartilhe com sua rede de contatos:

Ajuda com a gestão da sua Securitizadora, Factoring, FIDC ou ESC?

Conheça nossa consultoria, treinamentos e mentoria. São 28 anos de experiência.